FANDOM


Zé Cremadinho
Zé Cremadinho
Informações de Fundo
Informações do Personagem
Aparência e Personalidade
Cinzas de um falecido. Genioso, pavio curto, estressado, divertido e palhaço.
Afiliações
Turma do Penadinho
Moradia
Crematório, Cemitério, Bairro do Limoeiro
Amigos
Penadinho, Cranicola, Zé Vampir, Frank, Muminho, Lobi, Dona Morte, Alminha, Zé Caveirinha, Monstrengo do Pântano, Pixuquinha, Quixupinha, entre outros...

Um montão de cinzas que vive se desperdiçando, o Zé Cremadinho é um dos velhos amigos do Penadinho. Sempre servindo como uma ponte muito irônica pro fim da vida, as piadas em torno dele resumem ao ser, basicamente, uma poeira!

Vive uma vida transtornada por essa condição: é sempre confudido como sujeira (é aspirado, varrido, posto de lado e jogado no lixo, tadinho!), andar pelos jazigos em tempo de ventania é pedir para voar pra longe e, além de tudo isso, já foi taxado como areia de gato para as necessidades do Lobi (que sofrimento)!

Características e traços Editar

Zé Cremadinho e Cranicola

Zé Cremadinho é muito pacífico (bom, até a segunda página, quando é alvo de piadas sobre ser um pitoco de gente – ou o restinho que sobrou de gente – vira uma fumacinha irritada e descontrolada). Ele não tem olhos, nem boca, nem mãos, nem pés, nem cabelo... não tem nada, na realidade! Só um monte de cinzas, que compensa pela grande personalidade que o recheia.

Sente uma inveja pelos fantasmas dos maridos que recebem as viúvas solteironas que choram nos seus túmulos pois, por viver no crematório do cemitério, quase nunca recebe visita. Faz companhia intensa para o Cranicola (já que ambos são limitados nas diferentes formas em que se encontram), mas ainda é muito grato pelo seu jeito de ser, não se deixa abalar.

CuriosidadesEditar

Zé Cremadinho Um Pote Que Me Comporte Cascão 9 Panini pg 16

Zé Cremadinho vivo em "Um Pote Que Me Comporte".

  • Ele vive se desperdiçando com o vento. Durante uma pequena corrente de vento, ele se desfaz um pouco e fica quase todo desfeito.
  • Ele sempre e incomodado pelos amigos e prefere se afastar deles.
  • Frank é o que mais encomoda o Zé Cremadinho devido suas pegadinhas e brincadeiras sem graça.
  • Uma versão viva dele é mostrada em "Um Pote Que Me Comporte" (Cascão 1ª Série - Nº 9 (Editora Panini), setembro de 2007), em que ele conta que era um fabricante de potes de todas as variedades.
    • Nesta história, ele vive em uma urna funerária (na verdade, um vidro de palmito, o qual o deixa insatisfeito).
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.