Turma da Mônica Wiki
Advertisement
Xaveco
Xaveco em Guitar Hero (Cebolinha N29).png
Informações de Fundo
Filmes
As Aventuras da Turma da Mônica,
A Princesa e o Robô,
As Novas Aventuras da Turma da Mônica,
Mônica e a Sereia do Rio,
Cine Gibi,
Uma Aventura no Tempo
Programas de Televisão
Turma da Mônica,
Mônica Toy
Dublador(es)
Marcelo Souza
Primeira Aparição
16 de julho de 1963 (na Folha de S. Paulo)
Informações do Personagem
Nome Completo
Xavier Ximenes Júnior Lorota Diniz Filho[1]
Aparência e Personalidade
Cabelos loiros e cacheados, camisa amarela, shorts preto. Bobo, infantil, engraçado, complexado e problemático.
Ocupação
Estudante
Afiliações
Turma da Mônica
Moradia
Mansão do Xaveco
Família
Seu Xavier (pai),
Dona Xarlene (mãe),
Xabéu (irmã),
Vó Xepa (avó)
Amigos
Cebolinha (amigo)
Cascão (amigo)
Denise (paquera)

O Xaveco é um dos personagens mais engraçados, atrapalhados e ingênuos da Turma da Mônica, além de ser o símbolo dos personagens secundários, sua característica principal, já que serve de escada para os protagonistas; um aspecto cômico a sua personalidade, pois é sempre caçoado e alvo de piadas. Tão quanto coadjuvante, Xaveco ainda que recebendo o título de "pouco importante", é marca registrada sua presença complementar em muitas histórias, elevando a diversão por seu jeito infantil, bobo e complexado. Muitas das suas participações nos gibis envolve seu sonho em se tornar protagonista e ter sua própria revistinha, sempre falhando no final.

Características e traços

Xaveco no gibi da Turma da Mônica N92 (Panini).png

O Xaveco é bastante criativo e tem uma imaginação fértil, segue pela linha de "nerd rejeitado" pelos seus amigos por seu jeito atrapalhado de fazer as coisas, a vontade de se meter onde não é chamado e a intensa mania de querer se enturmar! Incrivelmente sagaz com as piadas (mesmo sem saber ser engraçado), encara tudo com bom humor (sem entender, de fato, o que acontece em sua volta), e olha sempre para o lado positivo, mesmo com os próprios fracassos. Apesar de ser um dos garotos mais ricos do Bairro do Limoeiro, mantém a simplicidade e diversão como bons aspectos de sua vida, e tenta não se abalar quando o mundo gira contra ao seu favor (de vez em quando, costuma ter algumas crises existenciais).

Ele sofre de um azar brabo e atrai sufocos o tempo todo, além de que sofre por ser conhecido em ser desconhecido, quase como o "esquecido do churrasco". O seu melhor amigo é o Cebolinha, na qual ambos vivem diversas aventuras na ausência do Cascão, em que, juntos, são garotos-problema: ajuntar o pavio curto do cinco fios com o avoado do Xaveco é pedir para ter pepino na história. Seu maior sonho é ter seu próprio gibi, mas isso é quase impossível para ele, já que é bastante "menosprezado" pela Mauricio de Sousa Produções, por servir muito como segunda opção (até quando é pra ser um dublê de algum personagem).

Bastidores

Criação e desenvolvimento

Ele foi um dos personagens mais antigos do Maurício, junto com Franjinha, Jeremias, Titi, Manezinho e Bidu, sendo que em suas primeiras aparições era chamado de "Chaveco" (sim, no início, seu nome era com escrito com "Ch", pois seu cabelo lembrava a forma de uma chave)[2] sendo posteriormente adaptado com a letra "x", para que fosse gramaticalmente agradável. Atualmente, tem aparecido com mais frequência nas histórias, contracenando principalmente com o Cebolinha, seu melhor amigo. Suas principais características foram evoluindo com o tempo, após o roteirista Emerson Abreu dar mais ênfase a sua participação.

Biografia

Ele é o único personagem da turminha a ter os pais divorciados, o Seu Xavier e a Dona Xarlene, sua irmã mais velha se chama Xabéu, uma bela garota de 16 anos que sempre encanta os meninos que ela cuida com seu emprego de babá no Bairro do Limoeiro, tem uma avó chamada Xepa, com problemas na memória, e uma cadela amarela e vingativa chamada Ximbuca. A família de Xaveco é considerada a mais completa de toda a Turma da Mônica. Com os pais divorciados, o garoto passa alguns fins-de-semana com o seu pai, mostrado em várias historinhas engraçadas em clima "pai e filho" por ambos serem atrapalhados e patetas. Xaveco sempre tenta ver o lado positivo de tudo e é bastante otimista, após contracenar com a família do Cebolinha no programa "Barraco entre Vizinhos", ganhou o prêmio de posse a uma fabulosa mansão, sua atual casa.

Relacionamentos

Denise

O casal em sua versão jovem.

O garoto esconde uma paixão por Denise, talvez seja pelo fato dos dois serem secundários e muito barraqueiros. Enquanto ela faz a pose de decidida e empoderada, o Xaveco é a personificação do pateta sem eira nem beira, esse relacionamento interessante não é um namoro como o de Titi e da Aninha, por exemplo, mas sempre os dois formam um casal no final das contas. Além disso, os dois contracenam constantemente e vivem falando um do outro. Pode não se tratar de um namoro oficial, mas também não se trata de uma mera amizade.

Curiosidades

  • Ele virou um "disfarce" da Boneca Tenebrosa na edição especial Mônica 500, por ela também ser secundária e querer ter sua própria revista.
  • Antigamente ele usava um camisetão (semelhante ao do Coelho Caolho), então ele passou a usar os famosos "shortinhos".
  • Ele e Xabéu são os únicos personagens da Turma da Mônica a terem os pais divorciados.
  • Xaveco já diz ter tido um irmão gêmeo em negativo que mora dentro do armário da pia dele em Cebolinha N°8 (Editora Panini).
  • Nas histórias "Cavaleiros do Horóscopo" e "De Peixes Com a Vida", Xaveco diz que seu signo é Touro.[3][4]
    • Entretanto, a capa da revista Mônica Nº 175 (Editora Globo) (referente à história "O Aniversário dos Signos") sugere que seu signo seja Câncer.[5]
  • Em diferentes histórias, Xaveco já torceu para o Sport de Recife,[6] Vasco,[7][8][9] e São Paulo.[10]

Referências

  1. https://issuu.com/pedro.henrique_12/docs/turma_da_m__nica
  2. Sousa, Mauricio de, As Tiras Clássicas da Turma da Mônica vol. 1, pág. 128 (nota sobre a 2ª tira da pág. 43), Editora Panini e Mauricio de Sousa Editora, setembro/2007. ISBN 8573514221
  3. Cebolinha Nº 105 (Editora Globo) - Cavaleiros do Horóscopo, Pág. 6 (quadrinho 1), Setembro de 1995
  4. Magali Nº 204 (Editora Globo) - De Peixes Com a Vida, Abril de 1997
  5. Mônica Nº 175 (Editora Globo) - capa, Março de 2001
  6. Cascão Nº 42 (Editora Globo) - Coração Corintiano, Agosto de 1988
  7. Mônica Nº 83 (Editora Globo) - Torcida, Novembro de 1993
  8. Parque da Mônica Nº 16 (Editora Globo) - Final de Campeonato, Pág. 28 (quadrinho 5), Abril de 1994
  9. Turma da Mônica (15 de Fevereiro de 2017). "Vamos todos cantar de coração... com o Xavecão!" via Facebook. Visitado em 21 de Agosto de 2020 (arquivo).
  10. Cascão Nº 179 (Editora Globo) - Por Fora da Decisão, Novembro de 1993
Advertisement