FANDOM


Monicão
Monicão
Informações de Fundo
Primeira Aparição
Parque da Mônica Nº 15 (Ed. Globo) - "Presente de Aniversário Atrasado"
(Março de 1994)
Informações do Personagem
Aparência e Personalidade
Pelo marrom escuro, "dentucinho, baixinho, gorducho e cabelo de banana". Inquieto, agitado, alvoroçado, ansioso e hiperativo.
Afiliações
Liga dos Pets,
Mônica (dona),
Família da Mônica,
Turma do Bidu
Moradia
Casa da Mônica,
Rua do Limão. Bairro do Limoeiro, SP
Amigos
Bidu, Duque, Floquinho, Mingau, Bugu, Sansão, etc.

O Monicão é o cachorro da Mônica. No começo, tinha um comportamento normal de cachorro, mas com o tempo se tornou um animal bastante hiperativo. Para azar da Mônica, e principalmente dos seus pais, a Dona Luísa e o Seu Sousa, o Monicão vive fazendo bagunça na casa da família e por todo o Bairro do Limoeiro por conta da sua personalidade agitada e intensamente alvoroçada.

Monicão foi um presente do Cebolinha e do Cascão para a Mônica em seu aniversário, numa tentativa frustrada de zombar dela, já que o cãozinho e sua dona tem uma aparência praticamente idênticas, como os dentes, o cabelo, e as características de ser "gordinho" e "baixinho". Além da aparência, Monicão tem alguns aspectos semelhantes a Mônica como o temperamento forte e ciumento, mas tudo isso é convertido na simpatia e extroversão do cachorro, que é um dos personagens mais divertidos por conta das suas histórias bem-humoradas e eufóricas. Dado a isso, acabou recebendo o nome da sua dona, batizado pelos meninos, em tom sarcástico, mas foi super bem recebido pela garotinha, que se apaixonou pelo mascote logo no primeiro contato.

Apareceu pela primeira vez no Parque da Mônica Nº 15, da Editora Globo, como forma de substituição do Napoleão, antigo cachorro da Mônica. Ganhando notoriedade e afeto do público, começou a aparecer mais vezes nas edições e ganhou sua marca pelo jeito bagunceiro de ser.

Características e traços Editar

Monicão na edição Mônica n17 (em 'Farinha, Fubá e Sushi') da Panini

Monicão, o "Cachorro Agitado"...

O Monicão é talvez um dos personagens com mais personalidade da Turma da Mônica. Extremamente hiperativo, inquieto e bastante animado, o cãozinho iniciou sua história como um personagem um tanto quanto incomum, com um jeito gentil porém que se irrita fácil, com o passar do tempo se tornou eufórico e sem controle, sem perder a identidade de antes, como o carinho de sua dona, por exemplo.

Passa por situações mirabolantes por conta da sua agilidade em querer tudo na mesma hora, latindo pra todos os cantos e clamando por atenção, principalmente quando está com ciúmes. Tem comportamentos distrativos e surreais, como pular em todos pra ganhar carinho (suas patinhas pequenas compensam quando quer chegar a algum lugar super rápido), gritando com impulsividade e é totalmente desastrado, quebrando tudo ao ser redor e correndo sempre desatento, tem falta de foco. É curioso e muito infantil por natureza, com um tempo de atenção curto e bastante inocente, como uma criança.

História Editar

Presente de Aniversário Atrasado Editar

Cebolinha e Cascão encontram Monicão pela primeira vez

Cebolinha e Cascão encontram Monicão pela primeira vez.

Depois do Cebolinha e Cascão terem aprontado com a Mônica vestidos de palhaços no dia do aniversário dela,[1] eles se dão conta que esqueceram de levar presente à Mônica naquele dia. Por causa disso, para amenizar a mancada, eles vão à procura de um presente atrasado. Enquanto procuram, passam em frente a uma loja de animais e vê um cachorro na vitrine. Primeiro eles se assustam e ficam impressionados com o que viram. Logo depois, Cebolinha solta o olhar de quem está bolando um plano infalível.

Cascão e Cebola conseguem Monicão como presente de aniversário

Monicão torna-se presente de aniversário para a dentucinha.

Cebolinha faz questão de comprar o cachorro misterioso para tirar sarro da Mônica e entra na loja para perguntar o preço. Ele se assusta com o preço, mas vai em casa e tira o dinheiro do cofrinho. O vendedor embrulha o cachorro deixando apenas as patas e os olhos de fora. Com isso, o público não vê a cara dele; apenas o Cebolinha e o Cascão haviam visto até então. Na rua, Cebolinha diz que vai ser um presente inesquecível e o Cascão responde que inesquecíveis serão as coelhadas que vão levar. Então, Cebolinha planeja a segunda parte do plano.

'Um cão com a cara da Mônica', fala Cascão

Os garotos zombam: "Um cão com a cara da Mônica!"

Eles tocam a campainha da casa da Mônica e quando ela vai ver era um embrulho na porta, que ao abrir tinha um palhaço de mola com um papel, deixando a Mônica de cabelo em pé com o susto. Como uma espécie de gincana, Mônica vê no papel colado pistas para encontrar seu presente no parque de diversões. Depois de muitas idas e vindas pelo lugar, a Mônica finalmente encontra o presente na atração com seu nome, ela acha o embrulho bonito e agradece os meninos.

Monicão correndo atrás dos meninos

Monicão, com seu temperamento agitado, correndo atrás dos meninos.

Eles falam que era para ela desculpar a demora do presente porque estavam procurando melhor algo com a cara dela. Ao abrir o embrulho, Mônica vê que o presente era um cachorro que se parecia com ela. Eles dão gargalhada dizendo que ele era um "Monicão". Afinal, era baixinho, gorducho e dentuço! Quando falam que era dentuço, o cachorro não gosta e corre atrás deles. Descobrem que o Monicão tinha o mesmo gênio da Mônica. O feitiço virou contra o feiticeiro e eles correm para fugir dele e acabam levando mordida. Mônica adora o presente já que a partir de agora tinha um bichinho de estimação, além de que os meninos teriam que fazer dois planos infalíveis: um contra a Mônica e outro contra o cachorro dela, terminando assim a história.

Relacionamentos Editar

Cachorros Editar

Monicão e Bidu
  • Bidu: Monicão é o oposto do querido cãozinho azul, enquanto Bidu é centrado na pose de líder, sempre surrupiado, o outro é o exemplo certo de loucura em quatro patas. Bidu reconhece os olhos gigantes, de tão arregalados, do Monicão, como um ato de fofura, isto porque o cãozinho é mais abobalhado que os outros da Turma do Bidu (que falam e conversam), Monicão não se controla e só late, como um ansioso adolescente com nervos à flor da pele. Ambos se tratam como amigos amáveis e de coração enorme.

Curiosidades Editar

Arte de Bianca Pinheiro

Monicão, ilustrado por Bianca Pinheiro, com Mônica e Sansão.

Notas de rodapé Ajuda

  1. Mônica Nº 87 (Editora Globo) - Palhaço de festa
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.