FANDOM


Ajuda
Hamyr
Hamyr
Informações de Fundo
Inspiração
Hamyr Telles Mazzali, amigo de Mauricio de Sousa.
Primeira Aparição
Mônica Nº 27 (Ed. Globo)
Hamyr, um Garoto Muito Especial (Março de 1989)
Informações do Personagem
Aparência e Personalidade
Cabelo loiro, camisa vermelha, shorts azul, sapatos marrons e muletas cinzas. Gentil, inteligente, bacana, simpático e comunicativo.
Ocupação
Estudante
Afiliações
Turma da Mônica
Moradia
Bairro do Limoeiro
Família
Mãe do Hamyr
Amigos
Cebolinha, Cascão
Objetivo
Poder se divertir como qualquer outra criança da sua idade.

O Hamyr é um garotinho especial que anda de muletas. Aparecendo pela primeira, e única vez, na edição Mônica Nº 27, da Editora Globo, Hamyr é um personagem secundário conhecido por ser o primeiro deficiente físico da Turminha.

Inteligente, simpático e comunicativo; Apesar dos obstáculos do seu cotidiano, Hamyr é bastante habilidoso e sempre desejou que houvesse uma melhor inclusão social para com os deficientes, já que todos são iguais independente das dificuldades.

Inspirado em Hamyr Telles e criado pelo Rubão na década de 80, Hamyr, como apareceu uma única vez, acabou se tornando, infelizmente, um personagem esquecido. No entanto, a ideia de integração introduzida em sua historinha de abertura permanece até hoje com o Humberto, o Luca, a Dorinha, e outros personagens especiais.

Características e traços Editar

Hamyr em Mônica 27 (Ed. Globo), na historinha 'Hamyr, um Garoto Muito Especial'

Hamyr em sua única aparição.

Hamyr é um garoto com cerca de sete anos (a mesma idade que os personagens da Turma da Mônica tem), usa camisa vermelha, shorts azul e sapatos marrons com meias brancas. Tem cabelo da cor castanha claro, quase loiro, e nariz arrebitado.

Para poder se locomover, usa muletas canadenses da cor cinza com pontas pretas. Gentil, inteligente, bacana, simpático e comunicativo, Hamyr tem noção dos obstáculos que passa pelo dia-a-dia, mas sabe como ultrapassá-los. Suas dificuldades quase não são percebidas, isto porque ele faz tudo com muita facilidade; mesmo assim, sua Mãe, extremamente preocupada, e sua inquietação para com seu filho dão os aspectos de fragilidade dele, já que ela tem grande receio dele fazer coisas simples, como jogar futebol com o Cebolinha e o Cascão, por exemplo.[1]

Por conta disso, talvez, Hamyr sempre desejou que houvesse uma melhor inclusão social para com os deficientes, já que todos são iguais independente das dificuldades. Odeia qualquer tipo de preconceito e ama se divertir e brincar.

História Editar

Hamyr, um Garoto Muito Especial Editar

Criação e concepção Editar

“(...) foi uma oportunidade imensa que eu tive naquele momento, de falar pra ele: "Olha... cria um personagem... com muletas, "assim, assado"... pode se inspirar em cima de mim, não tem problema." Porque o que eu queria naquele momento, era que as pessoas entendessem que a deficiência, ela existe em todos os setores, só que até então não tinha deficiente, não tinha história, não tinha ninguém, sabe? Era era meio vago (...)”

— Hamyr Telles em uma entrevista para "Fale com Estranhos", sobre a idealização de seu personagem.[2]
O principal motivo da idealização do personagem veio de Hamyr Telles Mazzali, que inspirou na criação da historinha.[2] Por volta da década de 80, Hamyr começou a trabalhar na sede da Folha de São Paulo, localizado no bairro Campos Elísios da cidade, alguns anos mais tarde, entre 1987 há 1988, Hamyr se perdeu em seu setor e acabou chegando na sala de Mauricio de Sousa.

Começou a conversar com o próprio e viu naquele momento uma oportunidade: dar a ideia de se criar um personagem com deficiência física, já que era escasso nessa época ver um personagem com incapacidades motoras em uma historia em quadrinhos.[3] O objetivo de Hamyr era demostrar como o preconceito, que era bastante visível naquela época, e é até hoje, é ridículo e insensato. Isto porque, apesar das dificuldades, um deficiente físico tem total possibilidade de realizar tarefas e obrigações; dessa forma, nasceu a ideia de uma historinha em que um garoto de muletas gostaria de brincar de futebol com o Cebolinha e o Cascão, mas acaba sendo impedido por sua Mãe, que tem receio de que ele possa se machucar por conta de sua "fragilidade", mas que depois se arrepende de suas ações e deixa o filho viver sua vida.[2] [3]

A história, de autoria de Rubens Kiyomura, foi publicada um ano depois, em Março de 1989, chegando as bancas na edição da Mônica Nº 27, da Editora Globo, que apresentou o personagem para todo o país.

Aparições Editar

Turma da Mônica (Editora Globo) Editar

  1. Mônica Nº 27 - Hamyr, um Garoto Muito Especial (primeira aparição)
A Turma da Mônica Wiki tem uma coleção de Imagens sobre:
Cebolinha tirando Fotos

Curiosidades Editar

  • Trivialmente, é extremante comum em entrevistas e outras declarações oficiais de Mauricio de Sousa, como no Site da Turma da Mônica, que o Luca, um garotinho cadeirante, ser o primeiro personagem da Turma da Mônica criado por ele, que é um deficiente físico (tirando o Humberto, que veio antes, porém é deficiente mudo).[4]
    • Uma explicação para isso é de que Hamyr, mesmo sendo o primeiro deficiente físico criado, foi idealizado pelo Rubens Kiyomura, o "Rubão". Portanto, deve ser por isso que Mauricio não o menciona em suas entrevistas, já que não foi projeto dele, e sucessivamente, não foi seu primeiro personagem deficiente físico criado.

Notas de rodapé Ajuda

  1. Mônica Nº 27 (Editora Globo) - Hamyr, um Garoto Muito Especial, Pág. 23 (quadrinho 1 há 4)
  2. 2,0 2,1 2,2 Adriana (17 de março de 2015). Hamyr - "Eu fui o primeiro personagem deficiente físico da Turma da Mônica" (Vídeo - Entrevista) "Fale com Estranhos" pela Redação. Visitado em 30 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 17 de julho de 2017. "Veja o vídeo aqui"
  3. 3,0 3,1 Daniel (17 de março de 2015). Ele é da Turma (Blogspot) "Fale com Estranhos" pela Redação. Visitado em 17 de julho de 2017. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2016.
  4. Sousa, Mauricio de (2013). Descrição do Luca Site da Turma da Mônica Visitado em 17 de janeiro de 2017. Cópia arquivada em 25 de junho de 2014.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.